Contacte-me
Email: Este endereço de email está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email Telemóvel: +351 915 244 747
Livros & eBooks
"Era uma Vez um Hambúrguer"
Receitas saudáveis, destinadas a criar momentos de magia entre as mães e os filhos.
Ler Entrevista
"Pela sua Saúde!"
Um guia com alimentos crus para rejuvenescer e emagrecer. Reflexões e sugestões.
Ler Entrevista
"Ho'oponopono"
O que é o "Ho'oponopono"? Aprenda este mantra e os seus principios através deste eBook.
Fazer Download
"Limite Zero"
Como purificar pensamentos e ações negativas, deixando a mente livre para que a Lei da Atração possa conspirar a favor do ser humano.
Fazer Download
A dádiva da abundância divina - ZEN JAN 2012
01 / 02 / 2012

Image

Em tempos de crise não posso pensar em nada melhor do que ho'oponopono. Falamos demasiado em crise, ficamos cada vez mais atolados nessa energia de carência quando temos tanto pelo qual estarmos gratos. Há pouco tempo li uma frase que dizia CRISE sem o S = CRIE. De facto, é uma oportunidade excelente para criar, para irmos de encontro aos nossos sonhos, que por tantos motivos ficaram guardados nas gavetas da nossa mente, e agora não há nada a perder senão pô-los em prática.

Ho'oponopono é um dos caminhos que permite o sonho acontecer, porque liberta as memórias que os impediram de ser concretizados pelos nossos medos ou conceitos, mas, para tal, precisámos de 2 chaves: confiança e gratidão.

Confiança
Confiança, porque o processo, de certa forma, é tão simples que a nossa mente tem tendência a querer coisas muito complexas que são as que parecem verosímeis, portanto esse é o grande obstáculo a tudo. Além disso, fomos programados desde muito cedo a não confiar nos outros, a 'guardar' o melhor para nós, não 'contar' tudo porque os outros estão sempre a 'querer passar a perna' e trair-nos. Provavelmente, a maioria ouviu este tipo de frases de alguém da família ou de amigos.

O problema é que não confiar fecha o nosso coração e a possibilidade de atrairmos coisas boas para a nossa vida, pois aquilo em que nos focámos é o que ganha força na nossa vida. Mesmo pessoas religiosas praticantes não confiam completamente no poder da divindade em que acreditam, porque a memória do medo e da carência é muito forte e a crença de que andamos neste mundo para sofrer também. Que pais desejam que os seus filhos sofram? Porque é que a divindade iria desejar isso? É apenas a memória do que nos foi incutido há milhares de anos e tem sido passado de geração em geração.

Gratidão
A gratidão, porque abre todos os caminhos, todas as possibilidades, tudo o que parece impossível, limpa a dor das mágoas, coloca-nos no caminho da abundância, da paz e da felicidade interior. Estas duas qualidades são, também, características da
nossa criança interior. Confiar cria magia na nossa vida e os milagres acontecem.

Ho'oponopono

Ho'oponopono significa 'corrigir o erro', ou 'tornar certo'. Só que não sou eu que o corrijo, mas sim a divindade que limpa as memórias. Para que esse processo aconteça precisamos de um parceiro: a nossa criança interior.

É ela que guarda as memórias de dor, de medo e de sofrimento. Então, falamos com ela e pedimos-lhe desculpa por a termos ignorado, achando que resolvíamos tudo com a
nossa mente e conhecimentos e pedimos-lhe apoio para irmos ambas diante da divindade.

Ao sermos consistentes, a criança interior vai-se libertando e a limpeza acontece. Quando alguém sofre não deseja muitas perguntas e explicações, apenas um abraço, um conforto, um mimo. Pois, é igual com a nossa criança interior. A criança apenas quer ser feliz e se não é feliz é porque recebeu, e ainda recebe, muito 'lixo' que não serve nada mais do que para sofrer. Usar a mente consciente para curar é uma perda de tempo, pois a mente só processa um dado de cada vez e o subconsciente tem milhões de dados armazenados.

As afirmações diárias do ho'oponopono agem tirando esse lixo, confiando na divindade que tudo conhece e fará o que precisa de ser feito. As afirmações do ho'oponopono são: «Sinto muito. Perdoa-me. Eu amo-te. Eu sou grata.» Não é a pessoa que pratica o ho´oponopono que está a curar, mas está a permitir à divindade cancelar as memórias que vivenciamos como problemas. De facto, no palco da vida as peças desenrolam-se de acordo com duas situações: as memórias que nos fazem vivenciar dramas a todo o minuto, dores, tristeza, sofrimento, conflito; ou então as inspirações, que só podem actuar depois das memórias limpas. Quando agimos movidos pela memória, pensamos.

Quando agimos movidos pela inspiração, consentimos.

Viver através de memórias

A maioria de nós vive através das memórias e somos inconscientes disso. Estamos a vivenciar um momento de confronto interior com os nossos medos e dramas, nesta época. Podemos escolher ver pelo lado da memória ou confiar na divindade. Poderão dizer que sou irrealista ou idealista, mas por acaso alguém é mais feliz ao ser realista = pessimista? Se no vosso coração ressoar digam a frase: «Eu amo-te» várias vezes ao dia. Ela contém em si, gratidão, reverência e transmutação.

É o código que abre a 'fechadura de combinação' do Universo e a divindade apaga todos os programas que nos impedem de ser felizes, saudáveis, ter toda a abundância que precisamos, emagrecer, ter sucesso e de tudo o que for bom para nós. Há apenas 2 segredos para este fluxo de abundância divino: um já foi mencionado — confiar, confiar, confiar! E o outro é libertar-se das expectativas, pois estas não são nada mais do que memórias em acção. Está nas vossas mãos a chave. Poderão abrir a porta ou apenas contemplá-la.

Namasté.

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >