Contacte-me
Email: Este endereço de email está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email Telemóvel: +351 915 244 747
Livros & eBooks
"Era uma Vez um Hambúrguer"
Receitas saudáveis, destinadas a criar momentos de magia entre as mães e os filhos.
Ler Entrevista
"Pela sua Saúde!"
Um guia com alimentos crus para rejuvenescer e emagrecer. Reflexões e sugestões.
Ler Entrevista
"Ho'oponopono"
O que é o "Ho'oponopono"? Aprenda este mantra e os seus principios através deste eBook.
Fazer Download
"Limite Zero"
Como purificar pensamentos e ações negativas, deixando a mente livre para que a Lei da Atração possa conspirar a favor do ser humano.
Fazer Download
Pré-bióticos, probióticos e simbióticos
09 / 11 / 2014
Hoje em dia fala-se muito destas substâncias, mas por vezes não é muito clara a função de cada um. Os pré-bióticos são fibras não digeríveis mas que fermentam no intestino e estimulam o crescimento e vitalidade das bactérias probióticas. Estas fibras desempenham várias funções no nosso organismo:
  • Melhoram o trânsito intestinal consequentemente diminuindo os inchaços abdominais tão frequentes
  • Ajudam na prevenção e melhoria dos problemas de colesterol elevado
  • Ajudam a melhorar e aumentar a absorção de vários minerais
Estão presentes em vários alimentos:
  • Na pectina das maçãs, cenouras, frutas cítricas, lentilhas, ervilhas
  • FOS (frutooligosacarideos) presentes nas cebolas, alho, tomate, banana, mel, alho francês, grão-de-bico, tremoço
  • Inulina presente na raiz de chicória, no alho, cebola, espargos e alcachofra

Os probióticos são microorganismos vivos, bactérias que habitam o nosso intestino protegendo-o de outras bactérias nocivas e são muito importantes para o bom funcionamento intestinal. É interessante que a palavra “probiótico” deriva do grego “pró-vida” em oposição a antibiótico que significa “contra a vida”!
 
Existem muitos probióticos, mas os mais conhecidos são os Lactobacillus e Bifidobacterium. Podemos encontra-los em alimentos disponibilizados no mercado como iogurtes, ou na forma de pó ou cápsula. Mas, além disso existem em muitos alimentos fermentados e que podem ser preparados em casa como:
  • Chucrute (ou sauerkrat)
  • Kimchi (originário da Coreia)
  • Pickles caseiros
  • Kombucha
  • Natto, Tempeh e Miso (normalmente são comprados pois o seu processo de fermentação é demorado e exige determinadas características na sua preparação)
Estes alimentos ajudam a diminuir o risco de doenças intestinais como cancro de colon, colite ulcerosa, síndroma do colon irritável, doença de Crohn, mas naturalmente que uma dieta saudável e equilibrada deve ser o modo de vida habitual e não apenas consumir estes alimentos em paralelo com outros nocivos.
 
Os simbióticos são produtos que associam os pré-bióticos e os probióticos intensificando o efeito dos dois. São prioritariamente utilizados em disfunções intestinais e outras situações decorrentes das mesmas como é o caso de candidíases e como protector do intestino em terapêutica com antibióticos.
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >